domingo, 24 de fevereiro de 2008

Downtown

HOJE É QUINTA, 28.02.08.


*Fui hoje pra U-HU Nova Iguaçu pagar a parada lá pro Matheus. Queria sair bem cedo pra estar por aqui até onze e meia, hora que o Dani sai da escola, mas acabou que fui pegá-lo era dez pra meio-dia.
Primeiro porque o ônibus aqui demorou bastante pra chegar. Chegando lá, pra pagar tinham umas seis pessoas na minha frente, e só duas atendentes. Lerdas.
Eu olhava pro relógio, dez horas, e a a moça lá, devagar quase parando. E na minha cabeça eu pensava "oi? será que dá pra ir mais rápido?", mas nada, colega. Dez e dez, dez e quinze, dez e vinte, fui ser atendida dez e meia só. Essas meninas nunca serão dançarinas do créu, porque pra dançar o créu tem que ter disposição e habilidade; e elas não tinham uma coisa nem outra.
Enfim, fui pro ponto de ônibus e peguei o primeiro que passou; era um que eu vejo passar lá em Nilópolis, logo pensei "beleza, vai rapidinho pra lá."
Ah, você jura né?

**Mais um capítulo da série "Incursões desnecessárias à Baixada"**

Meu, a linha é a maior cata-mendigo (de acordo com o dicionário Gomes, ônibus que para toda hora em tudo que é ponto), fora que não vai por Nova Iguaçu e nem margeando a linha do trem; o ônibus vai por DENTRO de Mesquita.
Nada contra Mesquita (nem a favor, hohoho), mas eu nem tava querendo passear lá; oi, quero chegar logo em Realengo?
Bem, Nilópolis o outro ônibus chegou rápido e cheguei em casa sem maiores problemas.


*Indo pra Nova Iguaçu vi uma cena kind of bizarra: o ônibus parou em frente um boteco, em que tinha uma jukebox que tocava... Créééééuuu! Até aí tudo normal, o tosco foi uma mocinha verticalmente desfavorecida, com roupinhas minúsculas dançando com um homem de seios (é, um homem de seios; a pessoa tinha corpo de homem, usava uma bermuda masculina, cabelo curto e um top, onde se escondia um par de seios. Eu também achei estranho, mas só tô contando o que eu vi, só isso.)
Isso era nove e meia da manhã.

*Faz uns quarenta minutos que estou tentando escrever este post com o mínimo de coerência. De cinco em cinco minutos tenho que parar; é Tutu que tá pendurado na estante puxando meus livros, é Dani que quer leite, é Dani que "acabou", é Artur pendurado de novo na estante. Alguém arruma por favor um pouco raciocício pra mim?

*Aí, tá dando na TV que explodiu bem um shopping nos EUA, acho que em Chicago; na hora do almoço. Tá feia a coisa.

*Pessoas que lêem essas coisas que escrevo, por favor, quando puderem/quiserem, façam como a Nat e a Letícia, comentem, kkkk..... Assim não fico com a impressão que estou escrevendo pras paredes, é!

*"Downtown", DD.

3 comentários:

SILVIA disse...

vOU TE DIZER, A COISA NÃO TÁ FÁCIL.
FALANDO NISSO, JÚLIA ESTÁ "TIRRÍVELLL"
Ontem montei num porco e botei ordem na casa. Jef não tá e só eu prá ajeitar tudo...tenho empregada, tá certo. Mas tô muito cansada!!!!
Sujou todo o quarto: comeu aquelas batatas"Lays" e deixou zilhões de farelos, tirou toas as Pollys das caixas e seus acessórios e espalhou por tudo e o ventilador ligado prá parede!!!Aiiiii!

Bia, Desperate Housewife disse...

Silviaaaaaa.....
Mesmo com empregada a gente n�o d� conta n�o, mui�!!!!!

O Artur tb t� terr�vel!!

Tatiana disse...

Um homem de seios????Hum estranho né???Dançando créu???Cara, essa cidade é muito divertida...