sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Cadê? Hein? Hein?

Cadê os assuntos pra postar nesse blog empoeirado? Hum? Hum? Cadê?

*As crianças estão todas lindas, saudáveis, pimponas etc e talis.

*Eu tou aqui, firmona; mei descabelada, o esmalte descascando depois de uma semana de puro luxo e finesse fazendo servis de casa com brinco de pérola(fake mas tá valendo), sapatilha de lantejoulas pretas e unhas vermelhas-volúpia.

*Gomes working hard pra dar de comer pra essa leva de gente pendurada nele.

*Lendo a Contigo na espera da fono terça passada constatei um fato: ter dinheiro e/ou fama não é garantia de se vestir bem. Porque o que tinha de mulherada com umas roupas todas estranhas, senão rEdículas não tá no gibi (/gíria idosa). Atriz, socialite ou o escambau, como esse povo se veste mal (rimou). A imagem que me vem à cabeça agora é de uma Adriane GaliLEU com uma calça jeans saruel toda furada, uma bota country nadaver, uma camisa apagada e descabelada. E de carão de modela.
Dá uma espiada na edição de 08.10.09.

Ah, sei lá; acho que tou ficando mesmo é velha, mal-humorada, pobre. Ou não entendo nada de moda e, bem, prefiro assim.

*Sou feliz propriOtária de uma fazenda no facebook. Vai vendo.

*O mundo lá fora, como está? O que tá acontecendo? Quais são as novas? Me ambientem, por favor.

*E daí que a psico disse que Dani está tão bem melhor na terapia que parece ter tudo a ver com a mudança de escola.

Na verdade é o seguinte: a escola que ele tava é ótima, e puxa bem a criança, tanto que menino tava sendo alfabetizado e já sabe escrever seu nome (óowwww).

Porém, menino tem seu ritmo próprio, e sempre ficava pra trás dos colegas de turma, o que causava uma ansiedade e angústia não pequenas nele.

Como o município não tem obrigação de alfabetizar na idade de menino, ele está mais, digamos, relaxado e, por consequência, mais feliz.

Bem, é sabido que pessoas não chegam aos bancos universitários sem saber ler e escrever, módisque fico bem tranquila.

E daí eu fico pensando: hoje em dia a gente fica tão naquela de preparar os filhos pro futuro que acaba forçando muita coisa, não acha? Sei lá, criança com mileum compromissos... Psico do Dani disse crianças de 5 anos chegam aos consultórios com síndrome do pânico, como pode isso?

Será que a gente não tá exigindo muito dos meninos? Criança tem que ser criança, não é? Que que ceis acham?

**UPDATE - Vai na Carol e lê isso. Tudaver.

3 comentários:

Roberta disse...

Bia, eu penso que criança tem que ser livre pra fazer cada coisa no seu devido tempo.. eu disse no seu não no tempo que nós entendemos que seja o tempo deles.

Porque quando ficarem adultos terão todos os seus compromissos, então prefiro deixar que eles sejam crianças..há tanta criatividade a ser desenvolvida antes de lermos Macho de Assis, ou melhor é imprescindível que todo esse potencial se desenvolva (a criatividade) para entendermos bem Machado de Assis, pra ele não nos seja empurrado guela abaixo... bom eu pelo menos penso assim... pretendo que meus filhos sejam livres pensadores e espero ter lucidez, serenidade e respeito por eles suficiente para deixa-los serem quem são.

Aff... to reflexiva hojeeee...beijo e saudades.

Carolina disse...

Eu acho que você está coberta de razão, Frô! (e aparentemente, a Rosely Sayão também!)
:)

Bjo

Ana disse...

Levei teus posts pro Roccana!
Hilários!