terça-feira, 9 de junho de 2009

Fim de semana e o meio dela.(já?)

*Daí que, pra resumir porque o Bruno tirou o dia todo pra me alugar todos os minutos, segundos e frações de tempo existente, fato que ele está indócil mesmo estando no COLO, vamos lá:

Sexta-feira fui pra Sampa, de carro, sozinha, igual gente grande.

É que o Gomes tava lá mesmo a semana toda e me chamou pra ir prá lá pra gente ver "Comédia Ao Vivo", com esse pessoal aí:

O que recomendo porque são duas horas rindo demais, foi muito bom mesmo.

Então, valeu a ida porque, mesmo perdendo a entrada da Rebouças vindo pela Euzébio Matoso, mesmo entrando na Faria Lima, pegando a Artur Ramos (será esse o nome da rua mesmo?), depois indo pela Bandeira Paulista até achar a bendita 9 de Julho e só então achar a Paulista e entrar na Bela Cintra e tomar sirenezinha enxotando de onde eu estava esperando o Gomes (só porque eu parei em local que não podia? ah, que povo chato, eu hein), mesmo assim valeu, porque eu vi que não é tão ruim assim, nem tão amedrontador (e olha que peguei engarrafamento) e assim tô me sentindo GENTE GRANDE mesmo, hahaha...

Quer programa mais fino, culto e adulto do que ir pra SP, no Teatro Renaissance? Então, eu fui. Tá certo que era uma stand up comedy, só zoeira né, mas olha, eu me diverti e MÓOOITO!!!

Depois comemos um lanche imenso numa padoca lá perto e voltamos pro hotel.

Olha, sabe-lá o que é poder tomar um banho sossegada? Ter uma noite de sono sem nenhuma criança acordando? E tomar café em paz? Pois é, passei por essas experiências únicas e saí revigorada.

Daí que no limite de município entre Valinhos e Campinas o Gomes disse: "Pronto. Agora pode tirar a máscara de madame-que-foi-ao-teatro-nos-Jardins e retomar sua vida de dona-de-casa, que chega em casa pra ficar com os filhos e etc".

Gomes: 33 anos dando choques de realidade nos seres amados.

Anfã, adorei. Brigada, Gomes!


*Então, hoje é terça e depois de amanhã é feriado. Cabou a semana. Rá.


*Quando se é mãe, a gente descobre que não pode-se controlar mais nada. Porque eu sou aquela que planeja os atos dentro de um determinado tempo, pra ficar diboua o quanto antes. (por 'ficar diboua' lê-se 'ver House').

Eram seis da tarde, tudo corria bem, um sossego, eu tava até sorrindo, quando...

Bom, Piu dormiu, coloquei-o no berço e fui arrumar janta pros demais. Botei uns nuggets pra fritar, beleza. Dali um pouco o vizinho de trás chama pra dar um $$ de uma conta.

Larguei a panela e fui.

Ato contínuo, vem Bruno começa a chorar no berço porque os demais dumei fizeram o que eu pedi que não fizessem: foram brincar no meu quarto. Daí que um empurra o outro, que grita e acorda Piu.

Logo depois de botar os meninos pra fora do quarto e ir na cozinha ver a panela, vem Tutu chorando e dizendo "cocô mamãe, cocô", daí eu dou uma olhadela; bingo, um merdelê que vazou pelas calças. Solução? Banho.

Tudo isso com Daniel se fazendo de minha sombra, falante. Imagina.

Tiro os nuggets da panela, boto mais um pouco.

Bruno continua chorando no berço, vou dar banho no Tutu. Estado deplorável, pensem.

Dou um banhão nele, tiro e boto menino enrolado na toalha em cima da cama.

Corro pra cozinha, os nuggets passaram um tantim do ponto, hehehe....

Bruno chorando.

Daniel falando.

Boto roupa no Tutu, faço o prato dos meninos e vou dar comida pra eles.

Encaixo Bruno no meu colo, de modo que ele mame enquanto dou comida pros outros.

Consegui, mas Bruno hoje está bem exigente, quer exclusividade. O Coitadico ainda não entendeu que antes dele tem mais três....

Daí que botei menino chorão do bebê-conforto pra poder alimentar os outros.

Depois disso, dei suco pra eles, no que Tutu começou a jogar o suco dele pelo chão. Ahhhh, tô a toda paciência mesmo né?

Bom, aprendo dia após dia que não sou eu quem controla minha rotina, não mesmo.

Tudo isso começou às seis né? Pois então, agora são oito. E ainda não terminou. Pelo menos o Daniel continua falando. Aliás, ele falou o tempo todo enquanto eu escrevia aqui logo, se achar alguma coisa errada ou sem sentido, me dá um desconto tá?

Pelo menos Tutu pegou no sono e Matheus chegou e pegou Piu no colo pra me dar uma folga.


*Oi que hoje eu teimei em ver Malhação? Então que tem um coroa que fez um prato afrodisíaco prum tonto lá e, na hora de levar os pratos um bocó trocou, de modo que uma mulher ficou com a comida sexy.

Quando o coroa viu que o prato tinha sido trocado, foi lá e destrocou, mas a mulher já tinha comido um tantim.

O tonto terminou de comer e, quando sem querer olhou a mulher, apaixonou-se.

O coroa, vendo isso, perguntou se o tonto tava mesmo sentindo o que ele tava pensando, por quem ele tava vendo (no caso, a mulher).

O tonto perguntou se o coroa falava de uma 'deusa', a mulher, no caso.

O coroa, com cara de nojinho, disse algo assim 'uma deusa???'.

Assim porque a mulher era gordinha.

Ah, porque eu insisto né?

Primeiro: comida afrodisíaca não é cupido.

Segundo, porque uma gordinha não pode ser uma deusa pra alguém? Não entendo?

Isso é a emissora mais assistida. Transmitindo valores pra galera, uhu, é isso aí (ironia mode ON).


*Daniel não parou mais de falar; engoliu a pílula do Dr. Caramujo, foi?


*Sabe quando você tem a impressão que esqueceu alguma coisa? Acho que esqueci de comentar algo, sei lá.

2 comentários:

Flávia disse...

Amore, Eu sou solidária a vocÊ... Talvez porque estaja na mesma situação... :P
Felipe resolveu que não quer mais dormir a noite, e com isso acorda a Isabela, que decide ver desenho, e o Carlos briga comigo dizendo que não posso deixá-lo dormir de dia, mas se eu não dormir de dia e não dormir de noite, durmo quando???
Será que demora muito para essa fase passar? Uiii...

Ale disse...

Uma coisa pra facilitar um bocadinho a rotina louca... faz os noggets no forno da pra fazer todos ao mesmo tempo e sobra mãe pra ocupar as mãos com outra coisa...