sábado, 20 de dezembro de 2008

Aventuras em família

-Gente, nas moralis, PRECISO de um carro!!! Com urgência!!!

Então que hoje, sábado, o Gomes foi levar o celular dele na assistência técnica pra mór de ver se tem jeito de arrumar uma mancha que apareceu na tela e só faz crescer.

Saímos de casa, pegamos o ônibus e descemos no Cambuí, porque a assistência técnica é lá na Emílio Ribas. (Lu 100queree-eer, lembrei docê!!).

Descemos no Centro de Convivência e andamos "O" pedaço pra chegarmos lá. Eu, barriga, Gomes, Daniel e Artur. Tempinho abafado.

Chega lá e, pra variar, um montão de gente, atendimento lerdo a não mais poder; ficamos uma hora lá.

Daí fomos pra outro ponto de ônibus, mór de irmos ao Shopping Iguatemi, comprar uns presentinhos etc.

CheguEmo no shopping, aRmocemo (que eu já tava suando frio de fome). Imagina a cena. Primeiro compra lanche prus mininu, depois pega comida e volta; junta os mininu no colo enquanto come e marido vai pegar comida; mininu se arrevorta e se joga pra trás, gritando; o outro joga o brinquedo do lanche no chão e não quer pegar, a fome me comendo por dentro, enfim. Stress.

Anda pra lá, pra cá, pára na Saraiva, compra umas paradas etc. Nesse ponto eu já tava mega cansada, meninos fervendo, pense.

Gomes passa na loja da Vivo, mór de ver se consegue pegar um aparelho numa promoção a 50 reáu (no que alcança êxito); mais uma hora dentro daquela loja pequena com duas crianças espertas, saudáveis e entediadas, com razão. Mininu se joga no chão, um bate no outro, ameaçam sair correndo, gritam, berram, se jogam no chão, enfim. Stress.

Bem, vencida mais essa etapa, opa, vamos embora? Mas como as coisas não são tão fáceis, tava chovendo.

Gomes pergunta "onde vende guarda-chuva hein?". Lembro da Le Postiche, que está do outro lado do shopping. Valha-me Senhor, vamos lá. Compramos.

Na saída, abro o guarda-chuva do Gomes, abro o meu e... Quem disse que o meu abre? O botão tá emperrado. 'Bora lá trocar essa joça. Do outro lado do shopping, no piso de cima tá?

Vou lá, troco a joça, ando o shopping todo, desço pro térreo; "vambora pelamor?", eu digo.

Gomes lembra que tá com pouco dinheiro, "vou ali no caixa eletrônico e já volto". Ok, espero na porta da saída do shopping com os meninos. Detalhe: uma loja de brinquedos na nossa frente, Daniel surtando querendo entrar, "quero ver o brinquedo, por favor mamãe, vamos lá dentro" etc, ai meus sais.

Chega o Gomes e "vambora?"; niqui eu peço a ele pra gente entrar na bendita loja com os meninos.

Foi legal; compramos umas coisinhas pra eles; eles amaram.

Saímos da loja, bota casaco nas crianças que tá ventando, abre guarda-chuva e... Guarda-chuva do Gomes quebra.

TÁ DE SACANAGEM?

Por isso que comprei um chaveiro do Smilingüido com os dizeres "Pra servir a Deus é preciso bom humor". De fato né, porque uma hora dessas a vontade é sentar e chorar, nénão Papai do Céu?

O Gomes olha pra mim, dá uma risadinha e diz: "Será que a gente sai hoje desse shopping?" e eu só falei "Vamos entrar pela outra porta porque nessa já tamu manjado".

Sentei no banquinho lá, em frente à uma loja de móveis, com Tutu no colo; dei a porcaria da nota fiscal pro Gomes e lá foi ele pro OUTRO lado do shopping, no SEGUNDO piso.

Dali uns 20 minutos chega o coitado, "ah, vamos pegar um táxi mesmo, tá todo mundo cansado, é um $$ que vai mas deixa quieto".

E assim chegamos em casa, quase sete da noite.

Olha, nem tô cansada, magina.

Chego a pensar que, sei lá, toda essa canseira era pra gente (Gomes, oi?) botar a mão no bolso e bancar um táxi mesmo, tomando a consciência de que um carro se torna imprescindível. Mas tipos que, néra mais fácil fazer isso da primeira vez?

Morri.

5 comentários:

Deh disse...

Lembrei muito muito de passar mal horrores pegando buzão do Terminal Barão pro Iguatemi, nas priscas eras em que não havia Parque D. Pedro.
E putz. Eu fiquei toda quase tendo surto nelvoso só de ir ao Extra lotado com 1 (um) menino, excepcionalmente bonzinho e cordato. Maldade minha, até arrupiei de ler a via-crúcis de vocês. Um carrim realmente num cai mal não.
Beijooo!

Mani disse...

Ah, Bia
Lembrei de mim, grávida da primeira filha, querendo parir logo, e recebi recomendação de andar bastante. No calor, decidi ir ao shopping com tres sobrinhos! Andei, peguei horror ao shopping, mas a menina tinhosa só nasceu de cesárea...beijos, querida, e pernas pra cima...

Bia, Desperate Housewife disse...

DEH, lugar cheio e criança pequena realmente não combinam né? Vc morava em Barão?

MANI,hahahah, sua filha só fez vc cansar; essas crianças tãããão voluntariosas....

Tatiana disse...

Aventura totalis em família...Toda vez que vcs saem é uma história...kkkk

Luci disse...

ah, eu tava longe daqui, fia! tava em sampa, mas qdo voltar pressas bandas me grita!
bjs